“Estou tranquilo, só espero que os juízes leiam o processo”, diz Lula

89
"Eles inventaram uma doença chamada PT", disse Lula em ato no Distrito Federal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, na noite de quarta-feira (13), em ato no Distrito Federal, que está tranquilo com relação à antecipação do prazo esperado para julgamento no TRF4. Lula declarou que não fará críticas ao tribunal, mas que espera que os juízes “leiam o processo”.

“Estou tranquilo, inclusive com a antecipação do processo, porque eu passei a vida toda criticando a Justiça por ser morosa. Se o prazo servir pra Justiça funcionar, que seja assim, que ela funcione. Só espero que os juízes leiam o processo, leiam as peças de defesa e acusação”, avaliou Lula.

“Eu não quero que vocês tenham um candidato escondido na sua candidatura porque ele é culpado. Eu quero ser inocentado pra poder ser candidato. Se eles apresentarem provas aí eu terei a satisfação de eu mesmo dizer que não posso ser candidato a presidente”, afirmou Lula.

No ato para recepção de novos filiados ao PT, o ex-presidente disse que o partido está sendo perseguido, em ações canalizadas em sua figura. “Se tem uma pessoa nesse país que sequer precisava de advogado era eu. O que aconteceu foi uma mentira da imprensa que o Ministério Público da Lava Jato comprou e o Moro, que deveria ter rasgado a denúncia, aceitou”, disse.

Para Lula, não há dúvidas de que o objetivo é inviabilizar sua candidatura. “Eles inventaram uma doença chamada PT. E agora que estamos acordando da anestesia eles estão destruindo tudo. E pra dar o golpe total eles querem impedir minha candidatura”, observou. “Mas, se eles estão acostumados a lidar com político sem caráter, quero avisar que estão lidando com um homem que aprendeu a andar de cabeça erguida e que tem orgulho de abraçar o povo todos os dias”, encerrou.  Por Jornal do Brasil