O clássico carioca da 15ª rodada do Brasileirão teve muita emoção e bola na rede. No Mané Garrincha, em Brasília, o Flamengo venceu o Vasco por 4 a 1, na noite deste sábado (17), e se manteve firme na briga pela liderança. Com o resultado, o Rubro-Negro assumiu momentaneamente a segunda posição, com 30 pontos. Já o Cruzmaltino tem 17 e segue na 15ª posição.

O jogo

Querendo a vitória para seguir na cola dos líderes, o Flamengo ensaiou uma pressão inicial e teve boa chance para marcar logo aos quatro minutos. Arrascaeta colocou a bola na área e Bruno Henrique testou com muito perigo.

Aos poucos, o Vasco equilibrou as ações, se fechou bem na defesa e passou assustar no ataque. Na primeira tentativa, aos 19, Talles aproveitou uma sobra na entrada da área e soltou o pé. Aos 22, Raul foi quem arriscou para o Cruzmaltino. O volante fez grande jogada individual, chutou rasteiro e viu Diego Alves aparecer para evitar o gol.

Ainda no campo ofensivo, o Gigante da Colina quase abriu o marcador com Pikachu, mas dessa vez a trave salvou o rubro-negro.

Depois da blitz vascaína, o ritmo do jogo diminuiu até que, aos 41, Bruno Henrique abriu o placar para o Fla. O camisa 27 tabelou com Arrascaeta e, da meia-lua, acertou um belo chute colocado, que foi morrer no fundo das redes: 1 a 0.

O segundo tempo mal tinha começado e o Flamengo já foi logo ampliando a vantagem. Aos cinco, Cuéllar deixou Bruno Henrique de cara para o gol, o atacante dividiu com a marcação e conseguiu tocar por cima do goleiro. Gabigol completou quase em cima da linha e estufou a rede.

A partir daí, o jogo ganhou em emoção e seguiu em ritmo alucinante. Aos 11, a arbitragem marcou pênalti para o Vasco. Pikachu bateu e Diego Alves fez a defesa. Mas na sequência do lance, o atacante cruzmaltino se redimiu e cobrou escanteio na medida para Leandro Castan cabecear direto para o gol, aos 13: 2 a 1.

Só que a felicidade vascaína durou pouco. Três minutos depois, Gabigol aproveitou rebote na área para fazer o terceiro do Rubro-Negro e frustrar a reação do Gigante da Colina.

Querendo mais, o Fla seguiu no ataque e teve boas chances com Gerson, Bruno Henrique e Gabriel. Aos 31, o Vasco voltou a assustar com Leandro Castan, mas Diego Alves evitou o gol. O arqueiro voltou aparecer, aos 36, em nova cobrança de pênalti, dessa vez de Bruno César. No minuto seguinte, a penalidade foi para o outro lado. Com a bola na marca da cal, Arrascaeta fechou a conta para o Flamengo: 4 a 1.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here