História, perspectivas, interação e arte compõem Seminário de Interiorização da Facisa

55
O histórico de expansão e o retrato atual da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foram apresentados à comunidade universitária durante o Seminário de Interiorização, promovido na manhã desta segunda-feira, 12, na Facisa. O evento alusivo aos dez anos do campus, localizado no município de Santa Cruz, contou com a presença de gestores, técnico-administrativos, professores e estudantes da UFRN.
O vice-diretor da Facisa, Dimitri Taurino Guedes, iniciou o seminário com a exposição da situação atual e da abrangência do campus na região trairi, enquanto a história e o esforço para a interiorização da universidade foram retratados pela reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz. A gestora ressaltou o cuidado com o planejamento orçamentário para manter o crescimento, assim como as políticas de fortalecimento da interiorização, com destaque para a pós-graduação e a pesquisa. “Sem isso, não é possível a consolidação da universidade no interior”, frisou.
Após o momento de interação com o público, a programação do seminário foi encerrada com a inauguração do mural “Afluências da Arte, Unidade e Integração”, assinado pelo professor da UFRN e artista plástico Marcos Andruchak. A escultura de argamassa em relevo, inserida no largo universitário da Facisa, representa o resgate histórico de implantação do campus no Trairi, a partir da participação de alunos, servidores e moradores da região que contribuíram para a concepção da arte.