Juninho Pernambucano leva puxão de orelha da Globo e internautas não perdoam; veja

0
158

Juninho Pernambucano levou um puxão de orelha da direção do Grupo Globo durante o “Seleção SporTV” da última segunda-feira (30). Ao criticar abertamente os setoristas, jornalistas que cobrem times específicos, o ex-atleta foi rebatido no ar.

“Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que eles ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem. Se eu sou setorista, ia tentar fazer um ótimo trabalho para tentar ir para outra etapa, subir”, disse Juninho, criticando a classe.

“Parte da imprensa também tem culpa na violência, porque há um excesso de pilha. Já vi isso também de olhar para você, um jogador que é profissional, não tem formação e ganha R$ 100 mil. Tem um cara que está ali, estudou quatro anos, fez de tudo para se formar jornalista, para ser setorista e ganhar mal. Talvez ele leve em consideração”, continuou o ex-jogador.

“É difícil você ganhar R$ 3 mil ou R$ 4 mil em uma sociedade e se você não for um cara fera, tem que entrevistar um cara que ganha mais e que você considera ele um ninguém”, concluiu.

Minutos após a declaração, André Rizek, apresentador do programa, interrompeu a atração para ler uma nota enviada pela direção. Cléber Machado e Luís Roberto, presentes no estúdio, presenciaram a cena.

“Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofrem com desequilíbrio e eventual violência dos torcedores. Isso não quer dizer que o Juninho não tenha o direito à sua opinião, o que é e continuará sendo livre. Mas é importante fazer esse registro”, disse a Globo.

Em seguida, Pernambucano respondeu o puxão de orelha: “Nunca é generalizado, porque não é todo mundo assim. Mas é minha opinião e não retiro. Eu fui perseguido por setoristas, eu vivi isso, vi de perto isso. Então eu tenho base para falar. Inclusive eu já coloquei setorista na Justiça. E quando chegou lá, o setorista me chamou de mau caráter, colocou no Facebook dele, minha família viu. Eu sei como funciona, por isso que dei minha opinião. Mas quem manda é a direção e tem o total direito de concordar comigo ou não”, finalizou.

Veja o momento e a repercussão: 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here