Apesar de protestos dos candidatos do concurso da Polícia Rodoviária Federal para que as provas fossem aplicadas em mais estados, o Ministério Público Federal (MPF) decidiu não atender as reivindicações e manterá os exames nas cidades de origem, já divulgadas no edital do concurso.

O processo que pedia expansão para mais cidades como locais de prova foi arquivado pela Procuradoria da República no município de Juiz de Fora/MG, assinado pelo Procurador da República, Marcelo Borges de Mattos Medina. As irregularidades apontadas no processo como razão para alterações dos locais não ferem a isonomia do concurso, considerou o Procurador.

Ao arquivar o documento, foi destacado ainda que para se considerar que a isonomia do concurso está em risco, o que deve ser analisado são as condições da prova, como quantidade de questões, nível de dificuldade e tempo de duração.

Questões consideradas externas, como alimentação no dia da prova, meio de transporte utilizado e qualidade da pernoite não são levadas em consideração para alterar a isonomia, pois são fatos que variam de acordo com o candidato.

A Agência PRF divulgou a decisão em nota após o arquivamento do processo. A PRF se manteve em silêncio durante o período em que a reivindicação estava em análise. O edital do concurso segue, portanto, inalterado.

Inscritos que ainda não pagaram a taxa de inscrição do concurso poderão efetuar o pagamento de R$150 até o dia 15 de janeiro. O pagamento deve ser realizado mediata o Guia de Recolhimento da União (GRU), que deve ser gerado pelo site do Cebraspe, o organizador.

Para inscrever-se é necessário ainda graduação em qualquer área do ensino superior e carteira de habilitação na categoria B ou superior. O cargo oferecido com 500 vagas é de policial rodoviário federal, que apresenta ganhos iniciais de R$R$9.931,57, valor que passará para R$10.357,88. São 40 horas semanais de carga de trabalho.

O edital do concurso que confirmou a oferta de vagas foi publicado em 28 de novembro. Diversos estados da união receberão os profissionais aprovados na seleção. A validade do concurso é de 30 dias, contados a partir da homologação do resultado final, mas o prazo pode ser prorrogado pelo mesmo período. As contratações serão pelo regime estatutário que assegura a estabilidade.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here