Senado recebe estudantes selecionados para o Projeto Jovem Senador 2017

18

Os 27 estudantes selecionados por meio de concurso de redação para participar da 9° edição do Projeto  Jovem Senador receberam as boas-vindas de servidores e diretores do Senado nesta segunda-feira (27). Durante esta semana, eles conhecerão o Senado, elegerão uma “Mesa”, realizarão reuniões em comissões e no Plenário, podendo inclusive apresentar propostas que, se aprovadas pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), tramitarão como projetos de lei.

Eles “tomam posse” como jovens senadores nesta terça (28), às 11h, quando serão recebidos no Plenário para a solenidade de premiação. Em seguida, elegerão o presidente, o vice-presidente e o secretário da “Mesa Jovem”. Todos eles podem se candidatar, e os três escolhidos terão a responsabilidade de conduzir os trabalhos legislativos do Projeto Jovem Senador 2016. A sessão terá transmissão ao vivo pelo Facebook do Senado.

154 mil redações

Os 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas, um de cada unidade da Federação, foram selecionados por meio de um concurso de redação. Mais de 10 mil professores atuaram como orientadores (aumento de 53,5% em relação a 2016) e foram inscritas quase 154 mil redações em todo o país (aumento de 35%). A redação neste ano teve como tema “Brasil plural: para falar de intolerância”.

Representando a Bahia, Rafael Ramon Santos, aluno do Colégio Estadual Edgar Silva, disse ter gostado da oportunidade de tratar de um tema tão complexo e atual. Para ele, os jovens devem ser mais atuantes.

— Acho importante que os jovens se mobilizem e não se restrinjam ao ativismo de sofá (ou ‘sofativismo’). Ademais, é uma experiência única poder conhecer e participar mais do processo legislativo, conhecimento esse cuja acessibilidade é precária no ensino regular — disse.

Orientador do estudante Rafael, o professor João Barbosa Neto, da cidade de Andaraí (BA) disse que o Projeto Jovem Senador possibilitou melhorar o protagonismo juvenil na escola em que ele trabalha,  principalmente,  por abordar temas de participação política e que priorizam a cidadania.

— Estou com uma expectativa muito grande até porque o evento acabou de começar e já estou aprendendo muito com a troca de experiências — disse.

Boas-vindas

Antes de receberem as boas-vindas, os jovens senadores participaram da inauguração da exposição das 27 redações vencedoras, no Espaço Ivandro Cunha Lima. Todos foram acompanhados dos professores que os orientaram na produção dos textos.

A criadora do programa, Luciana Veiga, lembrou a evolução do projeto e ressaltou que ele só foi possível devido ao envolvimento de vários setores e equipes. Luciana ressaltou que apenas três estudantes desta edição vieram de capitais. Ela se mostrou satisfeita com o fato de o concurso se interiorizar, trazendo estudantes do interior para Brasília.

Também participaram da solenidade a diretora da Secretaria de Relações Públicas, Maria Cristina Silva Monteiro; o diretor-executivo de Gestão, Márcio Tancredi; a secretária-geral adjunta, Adriana Zaban; o consultor-geral do Senado Federal, Danilo Augusto Barboza de Aguiar e a diretora da Secretaria de Comunicação Social, Ângela Brandão.

O projeto

O Jovem Senador é um projeto anual que seleciona, por meio de um concurso de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais, com idade até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores em Brasília. Várias sugestões legislativas apresentadas pelos estudantes já foram convertidas em projetos de lei e tramitam nas comissões do Senado.

O projeto é voltado para a educação política dos jovens, como parte da Política de Responsabilidade Social do Senado, e conta com a parceria do Ministério da Educação e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Também apoiam a iniciativa as secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal. A lista completa dos alunos vencedores do Jovem Senador 2017 está no site do projeto.

Veja aqui as fotos da recepção aos estudantes no Senado.