Claudia Leitte surpreendeu a todos quando, na última quarta-feira (28), anunciou que estava abandonando o sobrenome, passando a assinar apenas “Claudia”. Os fãs logo cogitaram um investimento mais incisivo em sua carreira internacional, mas, num primeiro momento, a mudança só diz respeito a um novo acordo publicitário da cantora, garota-propaganda de um medicamento para intolerância à lactose.

Em vídeo publicado ontem (29) em suas redes sociais, Claudinha comentou o trocadilho envolvendo seu “Leitte” e o leite, bebida. “Você achou loucura eu cortar o Leitte da minha vida, não foi? Mas é exatamente assim que quem sofre de intolerância a lactose faz… Corta o leite!”. Após citar o nome do remédio, “Milk” diz que se engajou nesta causa e lança uma hashtag promocional.

Depois da publicação da chamada, o “abandono” do sobrenome, que repercutia desde quarta-feira, ganhou fôlego nas redes sociais, outra vez. Alguns usuários enalteceram a estratégia de Claudia; outros criticaram. “Um post, repercussão monstra e jogada de marketing genial; zerou o ano!”, elogiou uma seguidora. “Claudia Leitte tirou o sobrenome porque no futuro quer ser chamada de “Senta lá, Claudia””, ironizou outra.

Contudo, segundo informações do jornalista Ricardo Feltrin, a alteração do nome artístico inclui sim uma investida no mercado internacional, orientada pelo escritório do rapper Jay-Z. A empresa do marido de Beyoncé alega que “Leitte” é de pronúncia difícil para britânicos, norte-americanos e hispânicos. O uso de Claudia, apenas, deve auxiliá-la do ponto de vista comercial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui