No segundo dia de provas do Enem, alguns estudantes ouvidos pelo UOLconsideraram que os enunciados das questões de matemática estavam longos demais e exigiam muita interpretação, embora com dificuldade razoável. Quem ficou com fama de provas mais difíceis neste domingo (11) , porém, foram química e física.

UOL, em parceria com o curso Objetivo, faz nesta noite a correção online da prova e divulga o gabarito extraoficial.

Ao menos 5 milhões de candidatos eram esperados em 10.718 locais espalhados pelo país neste segundo dia, que contou com 45 perguntas de matemática e outras 45 de ciências da natureza (química, física e biologia). Este ano, o segundo domingo de provas contou com meia hora a mais.

O universitário Giovanni André, 23, cursa o segundo ano de engenharia civil em uma instituição privada de São Paulo e tenta uma boa pontuação no Enem para pleitear bolsa no curso que faz. Ele avalia que as questões de física e matemática devem ajudar a conseguir o benefício.

“Acho que fui melhor neste final de semana porque usei muito das contas e fórmulas que aprendi na faculdade na prova. Acho que fui bem na parte de física e matemática. Física exigiu um pouco mais, mas acho que consegui responder”, avaliou André, ao sair da Uninove Barra Funda, zona oeste da capital paulista.

Já o candidato a uma vaga de Filosofia, Fabiano Ferreira dos Santos, 19, gostou das provas, considerou que estavam bem pensadas e organizadas. Ele destacou que matemática estava cansativa e contou que uma questão relacionada ao game Minecraft chamou atenção.

“Achei uma pergunta interessante. É curioso, parecia fácil e acho que acertei. Mas pode ter sido uma pegadinha”, disse.

A aluna que tenta uma vaga em medicina Veterinária Suellen Alves dos Santos, 23, também considerou que as questões de Matemática estavam longas.

“O tempo extra ajudou, porque são muitas questões e qualquer minuto vale muito. Mas as questões de matemática estavam muito longas, com enunciados cansativos de ler”, considerou ela.

O estudante de direito Lucas Ferreira Lima, 19, tenta uma boa nota no Enem para estudar em uma universidade pública ou entrar em outra particular com bolsa. Para ele, a prova mais difícil foi de química. “Não domino as questões de Exatas, mas acho que conseguirei ir bem. Química estava mais puxado, é sempre mais difícil”, disse.

Já a candidata ao curso de Gastronomia Natalia Santos, 17, prestou o Enem e acredita que foi bem nas questões de biologia. “Não estava muito difícil. As provas, em geral, são cansativas”, contou.

O estudante Andre Rita, 17, saiu da prova por volta das 15h30, na universidade Uninove Barra Funda, zona oeste se São Paulo. Ele considerou as questões de biologia mais difíceis. O candidato ainda não se decidiu sobre qual curso prestar.

“Biologia estava mais complicado. Em geral a prova estava difícil. Vamos aguardar o resultado”, disse.

UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui