Após a Polícia Rodoviária Federal (PRF) criar um grupo para elaborar uma proposta de edital de concurso para policial rodoviário federal, a expectativa agora é pela aprovação do reajuste da categoria pelo Congresso Nacional. O Projeto de Lei 5.865/16 prevê ganhos iniciais de R$9.501, chegando a R$10.357,88 em 2019. Atualmente, os rendimentos iniciais são de R$7.177,91.

A proposta está desde o fim de agosto em uma comissão especial da Câmara dos Deputados criada para analisar o texto que trata também dos reajustes de outras carreiras federais. Com base em acordo firmado com o governo, o projeto prevê, para o cargo de policial rodoviário federal, remuneração inicial de R$9.501,98 a partir de janeiro do ano que vem, R$9.931,57 em 2018 e, por fim, R$10.357,88 em 2019.

O aumento tornará a seleção para o cargo ainda mais atrativa, o que reforça a necessidade de antecipação dos estudos. Em função do trabalho de preparação de edital iniciado pela PRF, o esperado é que a seleção possa ser autorizada pelo governo na próxima solicitação, que deverá ser feita no primeiro semestre do ano que vem. Além de contar com pouco mais de 10 mil policiais para cobrir os mais de 75 mil quilômetros da malha rodoviária federal, a PRF ainda pode perder cerca de 3.600 servidores até o fim do ano que vem, segundo a própria instituição, o que aumentará a pressão para liberação do novo concurso no próximo ano.

Etapas – Os concursos para policial rodoviário federal, cargo que exige nível superior em qualquer área e carteira de habilitação na categoria B, costumam abranger provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, avaliações médica, psicológica e de títulos, além de investigação social e curso de formação. No concurso mais recente, de 2013, as provas foram sobre Língua Portuguesa, Matemática, Ética no Serviço Público, Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Especial, Direitos Humanos e Cidadania, Legislação Relativa à PRF e Física Aplicada à Perícia de Acidentes Rodoviários.

Segundo especialista, o concurseiro que inicia os estudos antes do edital tem 50% mais chance de ser aprovado. O segredo é estudar com apostilas, provas anteriores e exercícios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui