Rogério Micale tem um perfil bem diferente da média dos treinadores do futebol brasileiro. É franco, não fica na defensiva nem apela para respostas padrão. O atual técnico da seleção olímpica coloca claramente suas ideias, não faz força para controlar a emoção. E também despreza o estilo “sabe-tudo”.

Nesta sexta-feira, véspera do amistoso com o Japão, em Goiânia, ele deu entrevista, novamente expôs suas ideias para a seleção olímpica e se emocionou, a ponto de ficar com os olhos marejados ao falar sobre o momento difícil por que passa o Brasil.

“Nosso País vive tantas coisas, um povo que sofre tanto. Nós, que temos oportunidade de trabalhar numa competição com tantas atenções, podemos falar ao nosso povo sem palavras, com trabalho nos pés, que existem homens comprometidos aqui, sensíveis ao que acontece no Brasil, às mudanças políticas, com repúdio muito grande à corrupção. Nossa contribuição é de entrega total”, afirmou Micale.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui