A Imperatriz Leopoldinense ganhou o Estandarte de Ouro de melhor escola da Série A de 2020, reeditando o samba-enredo “O teu cabelo não nega (Só dá Lalá)”, dos compositores Zé Katimba, Gibi e Serjão, com o qual foi bicampeã em 1981. Desta vez, o enredo foi desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira, o mesmo da Mangueira, campeão na Estação Primeira no Grupo Especial em 2019. Na primeira edição, o carnavalesco foi Arlindo Rodrigues.

Além do sambão, a escola de Ramos encantou os jurados com fantasias e alegorias de estilo romântico, lembrando os carnavais antigos, já que o enredo é uma homenagem a Lamartine Babo, autor de diversas marchinhas e dos hinos dos maiores clubes de futebol cariocas.

O melhor samba-enredo da Série foi o da Acadêmicos de Santa Cruz, “Santa Cruz de Barbalha – Um conto popular no Cariri Cearense”, dos compositores Samir Trindade, Junior Fionda, Elson Ramires e Rildo Seixas. Pesaram na escolha a bela melodia e a concisão da letra. O Estandarte de Ouro não premia sambas-enredo reeditados. Por Jornal O Globo



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui