Desempregado desde que foi demitido do Fluminense há exatamente um mês, Levir Culpi se colocou à disposição da Chapecoense até o fim do Campeonato Catarinense de 2017. A equipe perdeu a grande maioria de seu elenco e comissão técnica em acidente aéreo na Colômbia, ocorrido há uma semana, quando 71 pessoas morreram após a queda do avião que levava a equipe para Medellín, onde jogaria a partida de ida da final da Copa Sul-Americana.

Por meio de sua página no Twitter, Levir Culpi se dispôs a trabalhar na Chapecoense de forma voluntária, sem receber salários, se colocando como opção para a diretoria do clube analise a possibilidade de contar com seu trabalho e experiência no cargo. O técnico deixou o Fluminense após perder por 4 a 2 para o Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro. Ao todo, foram 52 jogos à frente do time carioca, com o qual acumulou 22 vitórias, 15 empates e 15 derrotas.

“Ontem pela manhã acordei decidido a oferecer meu trabalho de forma voluntária à Chapecoense até o final do Campeonato Estadual, em maio”, revelou Levir, por meio de sua rede social, para em seguida destacar: “Nesse momento de consternação, ofereço apenas uma mão e me coloco à disposição. Porém, essa é uma escolha que cabe ao clube, ao seu tempo….”.

Há dois anos, o técnico já havia demonstrado interesse em treinar o time. Além disso, Levir tem amizade com o presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Plínio David de Nes Filho, o que poderia facilitar a nomeação do novo comandante.

Caio Júnior vinha realizando bom trabalho como comandante da Chapecoense neste ano e conduziu a equipe a sua primeira final em um torneio internacional. Após o acidente que vitimou o treinador e mais 70 pessoas, a Conmebol declarou nesta segunda-feira que o time catarinense como campeão da Copa Sul-Americana, depois que o Atlético Nacional, que seria seu rival na decisão, ter pedido para que a equipe brasileira ficasse com a taça e também com a premiação pela conquista.

Antes de treinar o Fluminense, Levir teve a sua quarta passagem pelo Atlético Mineiro como técnico, entre 2014 e 2015. No primeiro destes dois anos, ele faturou o título da Copa do Brasil e levou o time à Libertadores do ano seguinte. A Chapecoense disputará a competição continental em 2017 por ter sido declarada campeã da Copa Sul-Americana.  Fonte: Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui