Em 2017, Luciano Huck terá seus dias de Christina Rocha. E também de Silvio Santos. O apresentador adquiriu, para o “Caldeirão do Huck”, um reality israelense que une confinamento à terapia, espécie de híbrido do “BBB” com o “Casos de Família”. E também a versão original do “Show do Milhão”, alvo de uma intensa disputa entre o SBT e a Sony, detentora do formato.

Produzido pela Keshet, “Boxed” é definido como uma experiência social. O título é uma alusão à caixa onde duas pessoas em conflito são confinadas, sob a supervisão de um mediador – e de onde só saem após a resolução do problema. Segundo a produtora original, a Globo deve produzir “Boxed” ainda este ano. A emissora, contudo, alega não ter previsão para dar início à versão tupiniquim.

O “Caldeirão” também terá o “Who wants to be a millionaire?”, com estreia já definida para março. O game de perguntas e respostas garante R$ 1 milhão ao vencedor. Cabe lembrar que a atração inspirou o “Show do Milhão”, o que levou Sony e SBT à uma batalha judicial. A produtora original levou a melhor – e o canal de Silvio Santos terá uma nova versão do programa, com competidores de até 12 anos.

Desde sua estreia em 2000, o “Caldeirão do Huck” recorre a formatos importados. Luciano Huck já esteve à frente de “Acorrentados” e “Amor a Bordo”, da Endemol, e do “Saltibum”, da Eyeworks. Com informações dos jornalistas Mauricio Stycer, do “UOL”, e Patrícia Kogut, de “O Globo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui