“Fofocalizando” vira, mexe e não sai do lugar. Nesta segunda-feira (9), de acordo com dados obtidos na Grande São Paulo, o vespertino anotou a pior audiência do SBT entre 6h e 2h da manhã de terça-feira (10). Dentre os destaques positivos, o “Primeiro Impacto” e a faixa nobre, do “Roda a Roda Jequiti” ao “Operação Mesquita”.

Agora com Lívia Andrade como apresentadora, contando com o auxílio de Leo Dias e os comentários de Décio Piccinini, Leão Lobo e Mamma Bruschetta, o “Fofocalizando” amargou apenas 4,9 pontos. Antes, o “Primeiro Impacto” alcançou 5,2 pontos, 7 de pico e 19,3% de participação no número de televisores ligados (share); na mesma faixa, 6h às 10h30, a Record ficou com 3,7 de média. Logo após, o “Bom Dia & Cia” com 6 pontos. Depois do “Fofocalizando”, o “Casos de Família” atingiu 5,6 pontos, 7 de pico e 12% de share; neste período, 16h11 às 17h10, 5,4 de média para a principal concorrente.

O SBT voltou à vice com o “Roda a Roda”, após “A Que Não Podia Amar” (6,4), “Milagres de Nossa Senhora” (6,2), “Abismo de Paixão” (6,1) e “SBT Brasil” (7,2). O game-show de Rebeca Abravanel bateu 10 pontos, 12,3 de pico e 14,1% de share; entre 20h31 e 20h56, 8,3 para a terceira colocada.

Ainda, 10,7 de “As Aventuras de Poliana” (70% de vantagem sobre a Record, com 6,3); 8,7 pontos para a reprise de “Cúmplices de um Resgate” (64% acima da principal concorrente, com 5,3); 9,3 do “Programa do Ratinho” (x 5,2); 7,3 para o “Conexão Repórter” (160% à frente da terceira colocada, com 2,8); 5,4 do “The Noite” (x 1,1); 4,3 para “Operação Mesquita” (x 0,8); 3,6 para a reapresentação do “SBT Brasil” (x 0,6). Por RD1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui