É importante ressaltar que não há evidências científicas de que os chamados alimentos afrodisíacos tenham algum efeito real em questões como a disfunção erétil. Em vez disso, as informações são baseadas apenas em tradições culturais e podem variar de pessoa para pessoa.

Essas crenças vinham de diferentes traços, que justificavam os efeitos sexuais esperados. Nos tempos antigos, por exemplo, romanos e hindus acreditavam que comer os testículos de animais aumentaria o desempenho sexual.

Hoje, no Brasil, acredita-se que muitas bebidas aumentam a libido, como guaraná, ginseng e catuaba, que são apenas energéticos. Portanto, podem até contribuir para o sexo como atividade física, mas quando não há desejo sexual, não o provocam.

Abaixo confira alguns exemplos de alimentos afrodisíacos:

  • Beterraba

A beterraba é usada há muito tempo na medicina tradicional para tratar doenças em muitos países. Nos tempos antigos, acreditava-se que aumentava a produção de hormônios sexuais humanos e era um afrodisíaco. Na verdade, é um vegetal de alta energia cujo uso é popular entre os atletas de alto rendimento.

A beterraba é uma excelente fonte de antioxidantes e micronutrientes, incluindo potássio, betaína, sódio, magnésio, vitamina C e nitratos. Este alimento tem efeitos anti-hipertensivos, hipoglicemiantes, antioxidantes, anti-inflamatórios e hepatoprotetores. Alguns estudos científicos também sugerem que o extrato de beterraba vermelha pode ser um bom agente anticancerígeno, mas são necessárias mais pesquisas para comprovar essa atividade.

 os melhores alimentos afrodisiacos

  • Ginkgo biloba

Ginkgo biloba é uma das plantas curativas mais versáteis. Entre suas muitas propriedades, destaca-se o fato de estimular a circulação sanguínea. É por isso que está erva tem sido pensada para melhorar as ereções nos homens. No entanto, até o momento, não houve estudos robustos demonstrando essa propriedade, em parte porque esses estudos custam muito dinheiro e porque já existem medicamentos para disfunção erétil muito eficazes no mercado, como o Viagra.

  • Chocolate

O cacau, especialmente o chocolate, é conhecido por seus possíveis benefícios medicinais e para a saúde. Na verdade, esses alimentos contêm substâncias que são benéficas para o corpo. Sweet é conhecido por liberar fenilamina e serotonina no sistema humano. Essas moléculas são estimulantes e podem produzir um impulso de humor. Portanto, muitas vezes é considerado um afrodisíaco.

  • Mel

O mel é outra substância considerada afrodisíaca pelas associações culturais. No passado, os recém-casados na Grécia costumavam beber “hidromel” para aumentar seu desempenho sexual, daí o termo “lua de mel”. Os antigos egípcios também acreditavam que o mel tinha propriedades revitalizantes e estimulantes que poderiam aumentar a resistência sexual. No entanto, como os outros alimentos desta lista, faltam evidências científicas concretas para esse efeito.

  • Ostras

As ostras são alimentos que os europeus associam à atividade sexual. Isso ocorre porque eles estão relacionados à vagina devido ao seu formato sugestivo. Essa é uma crença que ainda não pegou no Brasil por falta de disponibilidade. As ostras são conhecidas por serem ricas em zinco, mineral essencial envolvido na produção de espermatozoides e metabolismo hormonal, mas ainda não há estudos que comprovem que consumir essa iguaria melhora o desempenho sexual masculino.

 os melhores alimentos afrodisiacos

Conclusão

Problemas com falta de libido e disfunção erétil podem ser reflexo de situações estressantes, principalmente em jovens. A melhor solução é consultar um especialista ou buscar a psicoterapia de um terapeuta.

Leave a comment

Your email address will not be published.