Um dos dados que chamam a atenção na pesquisa “Perfil do Turista de Eventos Captados pelo Natal Convention & Visitor Bureau”, aplicada por ocasião do 22º Congresso da Sociedade de Diabetes, em outubro último, cujos dados acabam de ser divulgados, é que, de cada dez congressistas ouvidos, quatro estavam conhecendo a cidade pela primeira vez, ou seja, 42%.

Conduzida pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), ligada à Fecomércio do RN, a pesquisa conseguiu mostrar a importância dos eventos de negócio para a cidade a partir de uma sondagem envolvendo um grupo de profissionais de um nível maior de renda e de escolaridade. Dos 360 entrevistados, congressistas do evento, a maior faixa etária, de 35 a 41 anos, detinha na ocasião uma renda média mensal de R$ 12 mil, sendo a grande maioria (42%) profissionais liberais, vindos a maior parte da região Sudeste, responsável pela emissão de quase a metade (49%) dos participantes do evento.

Outro dado relevante da pesquisa do IPDC é que, depois do Sudeste, a região Nordeste ficou com o segundo lugar no número de congressistas (28%), mostrando a importância que o turismo regional tem para os negócios. E, neste particular, o Ceará dominou, com 8,6% dos congressistas.

Mesmo assim, a hegemonia em matéria de emissão de turistas de negócio continua com São Paulo e Rio de Janeiro, com o predomí- nio disparado dos paulistas, com 25,8%, ao passo que os cariocas estão com metade disso, ou seja, 12%.

As demais informações relevantes da pesquisa mostram o que já se sabe, mas não custa repetir: 81% chegam a Natal por via área e o custo das passagens consome boa parte do dinheiro que eles consumiram vindo para cá.
A média dos ouvidos de maior renda gastou em Natal uma cifra superior a R$ 500,00, e metade
disso ficou com a rede hoteleira, já que a grande maioria dos entrevistados (mais de 70%) ficou hospedada em hotéis. Na seqüencia, alimentação e transportes foram responsáveis pelos maiores gastos,
nessa ordem.

A pesquisa do IPDC também descobriu que 31% dos congressistas planejaram permanecer em Natal quatro dias, ao passo que 28% por apenas três dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui