Sem fazer novelas desde “Salve Jorge” (2012), Narjara Turetta, que no ano passado trabalhou como “ponto” de Glória Pires em “Babilônia”, está exercendo uma função fora do meio artístico: ela auxilia turistas em um quiosque da Riotur.

“Tenho uma prima que mora em São Paulo e que comentou, ‘por que você não aproveita as Olimpíadas do Rio e vai procurar alguma coisa nessa área? Você mora na zona sul, fala inglês…’ Eu falei, sabe que é uma boa ideia?”, contou a atriz ao portal “UOL”.

Turetta disse que já tinha certa experiência com estrangeiros por conta do tempo em que vendeu água de coco: “Eu dava sempre muita informação para turistas. Agora, a diferença é que não vendo nada. Mas tinha muito turista que parava na minha carrocinha. Uma vez eu até coloquei ‘english spoken’, aí que eles paravam mesmo. Eu tenho pena e muito carinho pelo turista. Fico meio desesperada quando vejo algum com mapa, olhando. A minha língua coça. Como eu gostaria de ser tratada lá fora como eu trato as pessoas que estão aqui”.

Narjara comemorou o fato de ser reconhecida nas ruas. “Ando muito pelo Rio, como uma pessoa normal, de ônibus, metrô… As pessoas me chamam de Narjara Turetta [e não algum personagem]. Eu não sou a Bel de ‘Amor com Amor se Paga’, a Rafaela de ‘Salvador da Pátria’, a Buque de ‘Salve Jorge’. É Narjara Turetta. Isso me deixa muito feliz”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui