Estudo científico comprova melhoramento genético dos rebanhos da EMPARN

0
116

A revista científica Acta Scientiarum publicou na edição deste mês de janeiro um estudo baseado nos rebanhos zebuínos da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). Com o título “Estimativa de tendências genéticas e fenotípicas leiteiras de animais das raças Gir e Guzerá”, o trabalho destaca que a produção de leite tem elevada importância econômica em sistemas de produção de bovinos leiteiros, sendo portanto justificada a sua inclusão em programas de melhoramento genético.

A pesquisa foi desenvolvida por meio de uma parceria entre a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Embrapa Gado de Leite e EMPARN. Entre os autores, o professor Adriano Henrique do Nascimento Rangel (UFRN), a pesquisadora Maria Gabriela C. Diniz Peixoto (Embrapa) e o pesquisador da EMPARN, Guilherme Ferreira da Costa Lima.

O estudo teve por objetivo avaliar as tendências genéticas e fenotípicas em animais das raças Gir (167 lactações) e Guzerá (148 lactações). A partir daí, foram avaliadas as características de leite, gordura e proteína, obtidas por meio de controles leiteiros mensais. As diferenças esperadas na progênie (DEPs) para estas características foram preditas utilizando-se um modelo animal.

Os pesquisadores constataram que a raça Gir apresentou tendências genéticas positivas para a produção de gordura (1,08 quilo/ano) e proteína (0,45 quilo/ano), enquanto a raça Guzerá apresentou tendências positivas para a produção de gordura (0,36 quilo/ano) e proteína (0,25 quilo/ano).

A conclusão do estudo é que a seleção aplicada nos rebanhos da EMPARN tem produzido progressos genéticos e fenotípicos satisfatórios para as características leiteiras, como produção de leite, gordura e proteína.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here