Pessoas que vivem perto da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Mello, da Vale, em Rio Preto (MG), precisaram deixar suas residências neste sábado após a mineradora elevar o nível de alerta da barragem por causa das fortes chuvas que atingiram a região.

Ao todo, 29 moradores tiveram de sair de suas casas, conforme informou mais cedo a Defesa Civil mineira.

Em nota, a Vale disse que a barragem da PCH Mello passa por obras “visando o aumento da segurança” desde novembro do ano passado. Tanto a estrutura quanto o nível de água encontram-se estáveis e “ainda não há previsão de retirada de alerta”.

“A Vale acionou os moradores e disponibilizou hospedagem. São 10 propriedades rurais na ZAS (Zona de Autossalvamento) e 29 pessoas mapeadas, sendo que algumas possuem residências em área urbana e não são moradores fixos. A Vale reitera que está prestando toda a assistência aos moradores”, destacou a companhia.

Em janeiro, uma barragem de rejeitos de mineração da empresa se rompeu em Brumadinho, também em Minas Gerais, deixando centenas de mortos.

Na véspera, o Ministério Público de Minas Gerais pediu à Justiça que a Vale seja obrigada a garantir o valor mínimo de 50 bilhões de reais para reparação ambiental por causa da tragédia.

Reuters

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here